prefeitura

Prefeito diz que teleférico de Maragogi terá investimento de mais de R$ 20 milhões

Por Alagoas em Tempo Real em 13/05/2022 às 06:55:29
Foto: Isac Silva/7Segundos

Foto: Isac Silva/7Segundos

O prefeito de Maragogi, Fernando Sérgio Lira Neto (Progressistas – PP), esteve no fim do mês de abril na Europa (França e Itália) em viagem oficial em busca de firmar parcerias para alavancar ainda mais o turismo na Capital da Costa dos Corais e transformar o Caribe Brasileiro em um destino internacional. O gestor anunciou que o teleférico que será instalado na cidade do Litoral Norte de Alagoas custará mais de R$ 20 milhões e todo o financiamento virá da iniciativa privada francesa.

Sérgio Lira concedeu entrevista exclusiva ao 7Segundos e comentou sobre a viagem à França e Itália. Além de tratar do teleférico, que se tornará em um grande atrativo no município litorâneo, ele ressaltou que a Feira Internacional Mountain Planet 2022, na cidade francesa de Grenoble, foi importantíssima para consolidar o destino Maragogi. Ele também discorreu sobre a possibilidade de trazer máquinas elétricas (retroescavadeira) para municípios alagoanos. Em solo italiano, visitou a cidade de Trento, onde fez estudos numa cooperativa, banco e na cooperativa Mandacaru.

O gestor disse que o evento em Grenoble foi importante para a consolidação do teleférico. "Nós procuramos a empresa que constrói o teleférico, que está entre as mais importantes do mundo. Identificamos parceiros possíveis para que a gente possa trazer o teleférico para cá. Um deles é a administradora do bondinho do Pão de Açúcar de renome internacional", contou. O prefeito recebeu o convite da empresa Francesa Poma para participar do encontro internacional.

Lira afirmou que todo o investimento será feito pela iniciativa privada. "O valor do investimento está na ordem de R$ 22 milhões. É um atrativo que falta aqui na rota da gente de Alagoas, que certamente dará certo. Estamos estudando só a viabilidade estrutural para a montagem desse teleférico, sabendo qual é o melhor morro", informou.

O prefeito disse que após essa viagem as coisas já avançaram que já houve uma reunião no povoado Barra Grande. "Eu já tive reunião com o secretário de Turismo, com pessoas que tem interesse de captar investimentos para o nosso município. A gente estimulou que essas pessoas tragam, no que a gente disser que é possível para aqui, e estamos fazendo um trabalho para fortalecer esse portifólio para atrair investimentos para essas definições que tomamos, do que é melhor para cá: o turismo náutico, o teleférico mesmo, uma área de aventura, parque temáticos e coisas desse tipo".

Investimentos internacionais

Sérgio Lira ressaltou que Maragogi precisa também de investimentos internacionais e rebateu as críticas que recebeu por conta de mais uma viagem para fora do país esse ano. "Eu já estou com vontade de viajar novamente em julho, a terceira. A gente entende que as coisas aqui não acontecem na velocidade que a gente deseja. A gente já está em um patamar: construção do aeroporto, saneando... Brasília agora nessa fase eleitoral está parada por causa das questões políticas porque há impedimentos de transferências de recursos voluntários. Eu tenho que sair para outros lugares que possa atrair esses recursos rápido. Nós só temos agora dois anos e meio de mandato, e infelizmente essas críticas, além de absurdas, elas não justificam o esforço que a gente tem feito para melhorar Maragogi", enfatizou.

"Outro dia a gente viajou para a Bolsa de Turismo de Lisboa. Nós tínhamos zero frequência na captação de pessoas de Portugal que vinham visitar Maragogi e hoje nós temos um aumento de 53% porque o prefeito estava lá divulgando o município de Maragogi, de stand em stand, porta a porta, trazendo inclusive uma reunião que acontecerá no final de julho em Maceió. Vou ter que viajar para esse encontro", contou o prefeito.

O prefeito destacou que o turista estrangeiro é também muito importante para a economia. "O estrangeiro que vem pra cá, ele não sai da Europa para passar dois, três dias, como a nossa maioria faz. Não se vem de lá para cá para passar dois dias; se vem para passar no mínimo uma semana. Eles não gastam o que os nossos turistas gastam; eles gastam mais, bem mais", destacou.



Foto: Thomaz Silva /Agência Brasil

Fonte: Portal 7Segundos

Comunicar erro
governo

Comentários

parrila