prefeitura

Johnny Depp e Amber Heard: Entenda a batalha judicial marcada por acusações e saiba tudo sobre o caso

Por Alagoas em Tempo Real em 05/05/2022 às 20:19:24

O casamento de um astro de Hollywood com uma atriz em ascensão atraiu os olhares do mundo em 2015. Anos depois, esse mesmo casal volta a despertar curiosidade, mas desta vez por estar se enfrentando em um tribunal. Os atores Johnny Depp e Amber Heard se conheceram em 2011, quando contracenaram juntos no filme "Diário de um Jornalista Bêbado". Eles se aproximaram durante as viagens que fizeram para divulgar o longa e começaram a namorar. O casal subiu no altar anos depois, mas o casamento durou menos de um ano e meio, chegando ao fim em 2016. Amber passou a acusar Depp de ser violento e, sem citar o nome dele, publicou em 2018 um artigo de opinião no The Washington Post no qual afirmou que foi vítima de violência doméstica. É justamente esse o motivo do processo que está em julgamento há quase um mês e deve se estender por mais algumas semanas.

O protagonista de "Piratas do Caribe" moveu uma ação contra a ex-mulher por difamação e pede uma indenização de US$ 50 milhões. Ele alegou que mesmo seu nome não sendo citado no artigo, fica claro na publicação que a atriz está se referindo a ele e isso prejudicou sua reputação no cinema. Depp está, de fato, sofrendo com as consequências dessa conturbada separação. Dois grandes estúdios decidiram romper com o artista conhecido por seus personagens excêntricos. Ele está fora, por exemplo, do terceiro filme da franquia "Animais Fantásticos" e já foi anunciado que ele não estará em produções futuras de "Piratas do Caribe". Amber também sente os efeitos dessa exposição da sua vida pessoal. Segundo noticiado pela imprensa internacional, o papel da atriz na sequência de "Aquaman" foi notavelmente reduzido. No julgamento, ela também pede uma indenização milionária e, para isso, tenta provar que foi vítima de violência. Já Depp bate na tecla de que está sendo difamado pela ex-mulher. Na ação, ele afirmou que as declarações de Amber são uma "farsa elaborada para gerar publicidade positiva" e para "avançar a carreira" dela de atriz.

Por que caso tem chamado a atenção?

O julgamento tem gerado curiosidade por causa das suas reviravoltas que, nas redes sociais, estão dividindo os fãs. Isso porque, os depoimentos de ambos os lados estão carregados de acusações e novas evidências são apresentadas com frequência. Um dos depoimentos que mais chamou atenção foi o da enfermeira Debbie Lloyd. Ela foi contratada pelo protagonista de "Edward Mãos de Tesoura" em 2015 e viajou com o casal para a Austrália. Ao depor, ela afirmou que durante a viagem Depp teve a ponta do dedo decepada. A enfermeira enfatizou que não viu o que aconteceu, mas ouviu histórias de que Amber jogou uma garrafa de vodka no ex-marido. David Kipper, que na época era médico particular do ator, também prestou depoimento sobre o ocorrido e contou que ouviu Depp dizer aos médicos do pronto-socorro que se feriu com uma faca. Amber negou que jogou uma garrafa de vidro no ex-marido. O que realmente aconteceu nesse dia ainda é um mistério.

O depoimento de Malcolm Connolly, guarda-costas do artista, também virou assunto. Ele foi questionado se tinha visto o patrão urinando no saguão da casa em que estavam na Austrália, sendo esse o suposto motivo da briga que teria terminado com o dedo de Depp decepada. O guarda-costas falou que ouviu barulhos dentro da casa, mas negou que tenha visto o ator urinando. O advogado de Amber então questionou se Malcolm tinha visto o pênis do ator e, brincando com a situação, ele respondeu: "Acho que eu lembraria de ter visto o pênis do Sr. Depp". O intérprete de Willy Wonka em "A Fantástica Fábrica de Chocolate" não aguentou e caiu na risada.

Por outro lado, a defesa da atriz tem apresentado evidências que visam provar que Depp possuía um comportamento violento no relacionamento. Uma delas foram as mensagens de texto que o artista teria trocado com familiares falando em tom violento sobre a ex-mulher. Em uma mensagem que o artista teria enviado a um amigo em 2015, dois meses após se casar com a atriz, ele disse: "Não quero ver aquela put* imunda da Amber de novo". O advogado da ex-mulher de Depp também leu no tribunal uma mensagem de 2013 na qual ele teria dito: "Vamos queimar Amber. Vou fod** seu cadáver queimado depois para ter certeza de que ela está morta". O abuso de álcool e drogas do ator também foi algo exposto no julgamento.

Como anda o julgamento?

Amber está depondo pelo segundo dia consecutivo. Na última quarta-feira, 4, ela deu detalhes do início de seu relacionamento com Depp e disse que os casos de violência começaram em 2012, quando, segundo ela, ele passou a fazer comentários depreciativos. Amber também afirmou que a primeira agressão física aconteceu no mesmo ano e que o ex-marido se tornava explosivo quando bebia e usava cocaína. Em seu depoimento no tribunal no Estado da Virgínia, nos Estados Unidos, a atriz relatou ainda que chegou a ser revistada pelo ator, que a acusou de roubar suas drogas.

Nesta quinta-feira, 5, Amber continuou a depor e fez novas acusações contra Depp, sendo uma delas a de que ele tentou limitar sua carreira. Em 2014, o ator teria sido violento ao saber que ela participaria de um teste. Em outra ocasião, Depp teria ficado furioso com Amber por ela ter se encontrado com um escritor de ficção científica na casa dele. "O homem estava muito doente, como um doente terminal, e não podia sair de sua cama ou de sua casa", afirmou a atriz. O artista teria feito acusado a ex-mulher, por exemplo, de se deitar com o escritor para conseguir o papel. A defesa de Amber também apresentou um e-mail que Depp escreveu em 2014, no qual pede desculpa a ex-mulher por ser um "maldito selvagem".

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
governo

Comentários

parrila